Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Falta de Ferro no sangue: sintomas e causas.

hemácias vermelhas soltas com um fundo vermelho

O ferro é um mineral essencial para o funcionamento adequado do organismo humano, desempenhando um papel fundamental no transporte de oxigênio e em diversos processos metabólicos. Então a falta de ferro é algo que trata-se antes de agravar ou de até mesmo aparecer em exames, pois os sinais clínicos podem aparecer antes dos exames.

Funções e metabolismo do Ferro

O ferro é um elemento crucial para o transporte de oxigênio no sangue, sendo parte integrante da hemoglobina presente nos glóbulos vermelhos. É graças a esse processo que o oxigênio é distribuído para todos os tecidos e órgãos do corpo, garantindo seu correto funcionamento e metabolismo energético. Além disso, o ferro desempenha um papel significativo em outras atividades celulares, como o transporte de elétrons na cadeia respiratória mitocondrial, essencial para a produção de energia na forma de ATP.

A distribuição e armazenamento adequado do ferro são processos essenciais para a homeostase desse mineral no corpo. A ferritina, uma proteína de armazenamento, desempenha um papel crucial ao acumular o ferro em forma não tóxica nos tecidos, especialmente no fígado e no intestino. Enquanto isso, a transferrina é responsável pelo transporte do ferro no sangue, garantindo que ele seja levado para onde é necessário, como a medula óssea, onde ocorre a produção de glóbulos vermelhos.

Outra proteína vital para o metabolismo do ferro é a ceruloplasmina, que atua retirando o ferro armazenado na ferritina e colocando-o na transferrina para sua distribuição adequada. É importante ressaltar que a ceruloplasmina é dependente do cobre, tornando esse mineral essencial também para o correto funcionamento do metabolismo do ferro.

Causas da deficiência do Ferro

A deficiência de ferro causa-se por uma série de fatores que afetam o equilíbrio entre o consumo, absorção, utilização e excreção desse mineral. Uma das principais razões é a ingestão insuficiente de alimentos ricos em ferro na dieta diária, especialmente em casos de alimentação desequilibrada ou dietas restritivas. Além disso, condições que afetam o sistema digestivo, como doenças inflamatórias intestinais, síndrome do intestino irritável e cirurgias que removem partes do intestino, podem prejudicar a absorção adequada do ferro. Outro fator importante é a perda excessiva de sangue, seja por menstruação intensa nas mulheres, sangramentos gastrointestinais ou traumatismos.

Grupos específicos, como crianças em crescimento, mulheres grávidas e lactantes, além de atletas de alto rendimento, também podem estar mais suscetíveis à deficiência de ferro devido a necessidades aumentadas desse mineral. Condições genéticas, como talassemia e hemocromatose, também podem desempenhar um papel na regulação do ferro no organismo, levando à sua deficiência em alguns casos. É importante estar atento a esses fatores e buscar orientação médica para um diagnóstico preciso e intervenções adequadas em casos de deficiência de ferro.

Sintomas da Deficiência

A deficiência de ferro pode levar a uma série de problemas de saúde. O cansaço é frequentemente o primeiro sintoma observado, uma vez que a escassez de ferro causa dano mitocondrial, afetando a produção de energia. Além disso, a imunidade fica comprometida, tornando o indivíduo mais suscetível a infecções. A capacidade de trabalho e resistência ao esforço podem diminuir, prejudicando o desempenho nas atividades diárias e físicas.

Outros sintomas comuns da deficiência de ferro incluem distúrbios na aprendizagem, diminuição do desenvolvimento mental e motor, alterações no aparelho digestivo, aumento do estresse oxidativo e falta de apetite. O retardo no crescimento, a queda de cabelo, unhas frágeis, taquicardia, alterações na tireoide, sensibilidade ao frio, depressão, tontura, alterações de humor, irritabilidade, inchaço dos membros inferiores, fraqueza nas pernas e língua vermelha, lisa e dolorida também podem ser indicativos de uma possível deficiência de ferro.

A anemia é uma das doenças mais conhecidas associadas à falta de ferro no organismo. No entanto, é importante destacar-se que a anemia causa-se por diversos fatores, como problemas no consumo, digestão, absorção ou excreção de ferro. Cada fase do processo pode apresentar interferências genéticas, associações com outras doenças e outros fatores de influência.

Prevenção

Uma forma de prevenir a deficiência de ferro é através da alimentação adequada. Alimentos ricos em ferro, como carnes vermelhas – especialmente o fígado bovino -, ovos, feijões e folhas verdes escuras, deve-se incluir na dieta. É importante mencionar que o consumo de vitamina C e vitamina A pode aumentar a absorção do ferro, tornando importante a inclusão de alimentos fontes dessas vitaminas na dieta. Como comer laranja (fonte de vitamina C) após as grandes refeições e incluir alimentos fontes de vitamina A

Uma dica interessante para aumentar o consumo de fígado é prepará-lo moído junto com outro tipo de carne moída. Essa mistura pode tornar a ingestão mais palatável para aqueles que não apreciam muito o sabor do fígado. Ao mesmo tempo em que proporciona uma fonte adicional de ferro.

Entretanto, alguns cuidados tomam-se em relação à absorção do ferro. A falta de ácido no estômago, conhecida como acloridria, ou a hipocloridria, podem prejudicar a absorção do mineral. Pessoas que fazem uso de antiácidos devem estar atentas a esse fator e buscar alternativas para garantir a concentração adequada de ferro no organismo.

Conclusão

Em suma, o ferro é um mineral de extrema importância para a saúde humana. Desempenha papéis essenciais no transporte de oxigênio e em diversas atividades metabólicas. Sua deficiência pode causar uma série de sintomas e problemas de saúde, com a anemia sendo a condição mais conhecida relacionada à falta desse mineral. Uma alimentação balanceada e estratégias para melhorar a absorção do ferro ajudam a prevenir e tratar a deficiência desse mineral. Portanto, é fundamental cuidar da saúde e estar atento ao consumo adequado de ferro em nossa dieta diária.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.