Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Os 11 melhores suplementos para o fígado.

O fígado é um órgão vital para o funcionamento adequado do nosso corpo. Ele desempenha um papel fundamental na desintoxicação, metabolismo de nutrientes e produção de substâncias essenciais. No entanto, devido ao estilo de vida moderno e exposição a várias toxinas ambientais, o fígado muitas vezes precisa de um suporte adicional para manter sua função saudável. E então, entram os suplementos para o fígado, que podem fornecer nutrientes essenciais e compostos bioativos para ajudar a otimizar sua saúde.

1. Silimarina

É um suplemento popular para suporte hepático devido às suas propriedades protetoras e regenerativas. Este componente ativo, ajuda a fortalecer as células do fígado, promovendo a sua capacidade de desintoxicação. Além disso, tem propriedades antioxidantes, combatendo os radicais livres e reduzindo a inflamação, contribuindo para a saúde geral do fígado.

2. Cúrcuma

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, é amplamente reconhecida por suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Ela contém um composto ativo chamado curcumina, que tem demonstrado benefícios significativos para a saúde hepática. A curcumina ajuda a reduzir a inflamação no fígado, estimula a produção de enzimas desintoxicantes e promove a regeneração celular, melhorando assim a saúde do fígado.

3. Dente de leão

O dente-de-leão é uma planta conhecida por suas propriedades diuréticas e desintoxicantes. Seus benefícios para a saúde do fígado são atribuídos à presença de compostos bioativos, como o taraxacum officinale. Esses compostos estimulam a produção de bile pelo fígado, ajudando na digestão de gorduras e melhorando a saúde geral do órgão. Além disso, o dente-de-leão possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que podem ajudar a proteger o fígado contra danos oxidativos.

4. Alho

O alho é um alimento comum que também pode ser consumido como suplemento para suporte hepático. Ele contém compostos sulfurados, como a alicina, que têm propriedades protetoras para o fígado. O alho ajuda a ativar as enzimas desintoxicantes do fígado, além de ter propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Essas propriedades podem ajudar a reduzir o estresse oxidativo e a inflamação no fígado, contribuindo para a saúde hepática.

5. Ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 são conhecidos por seus benefícios para a saúde cardiovascular, mas também desempenham um papel importante na saúde hepática. O ômega-3 reduz a inflamação no fígado, promovendo uma função hepática saudável. Além disso, estudos têm demonstrado que a suplementação de ômega-3 pode ajudar a reduzir a acumulação de gordura no fígado, conhecida como esteatose hepática, um problema cada vez mais comum em decorrência do estilo de vida moderno.

6. Vitaminas do complexo B

As vitaminas do complexo B desempenham um papel crucial no metabolismo energético e na saúde do fígado. Em particular, a vitamina B12, a vitamina B6 e o ácido fólico são importantes para a função hepática adequada. A vitamina B12 auxilia na desintoxicação do fígado, enquanto a vitamina B6 está envolvida na síntese de proteínas e metabolismo de gorduras. O ácido fólico ajuda a metabolizar substâncias tóxicas e previne danos ao DNA no fígado. Suplementar com um complexo B pode fornecer ao fígado os nutrientes essenciais para manter sua saúde.

7. Chá verde (Camélia Sinensis)

O chá verde é conhecido por suas propriedades antioxidantes e desintoxicantes, o que o torna um suplemento valioso para o suporte hepático. Os compostos presentes no chá verde, como as catequinas, ajudam a reduzir a inflamação e protegem o fígado contra danos oxidativos. Além disso, o chá verde estimula a produção de enzimas desintoxicantes no fígado, auxiliando na eliminação de toxinas e resíduos metabólicos.

8. N-acetilcisteína (NAC)

A N-acetilcisteína é um composto que contém um aminoácido chamado cisteína. Esse aminoácido é um precursor da glutationa, um poderoso antioxidante produzido pelo fígado. A NAC tem sido amplamente estudada por sua capacidade de aumentar os níveis de glutationa, ajudando assim a proteger o fígado contra danos oxidativos. Além disso, a NAC também possui propriedades anti-inflamatórias e desintoxicantes, tornando-a um suplemento eficaz para o suporte hepático.

9. Ganoderma Lucidum

O Ganoderma lucidum, também conhecido como cogumelo Reishi, é um fungo medicinal com uma longa história de uso na medicina tradicional chinesa. Este cogumelo é amplamente reconhecido por suas propriedades terapêuticas e tem sido valorizado por suas potenciais propriedades imunoestimulantes e antioxidantes. O Ganoderma lucidum contém compostos bioativos, como polissacarídeos, triterpenos e peptídeos, que podem ajudar a fortalecer o sistema imunológico, reduzir a inflamação e promover a saúde geral do organismo. Além disso, esse cogumelo tem sido estudado por seu potencial em auxiliar na saúde cardiovascular, na regulação do açúcar no sangue e na função hepática.

10. Spirulina

A Spirulina é uma microalga verde-azulada que possui um alto valor nutricional e tem sido amplamente reconhecida como um superalimento. Pois é rica em proteínas, vitaminas, minerais, antioxidantes e ácidos graxos ômega-3, a spirulina oferece uma série de benefícios para a saúde. Além de ser conhecida por seu potencial em fortalecer o sistema imunológico, melhorar a saúde cardiovascular, auxiliar na desintoxicação do organismo e fornecer suporte antioxidante. Além disso, a spirulina tem efeito na redução do colesterol, controle do açúcar no sangue e alívio de alergias.

11. Chlorella

A Chlorella é uma microalga verde unicelular que tem ganhado destaque como um superalimento devido aos seus impressionantes benefícios para a saúde. Pois ela é rica em clorofila, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes, a chlorella oferece um amplo espectro de nutrientes essenciais. Além de ser conhecida por sua capacidade de desintoxicação, ajudando a remover toxinas e metais pesados do organismo. Além disso, a chlorella pode fortalecer o sistema imunológico, melhorar a saúde digestiva, promover a saúde cardiovascular e até mesmo auxiliar na saúde da pele. Seu alto teor de clorofila também contribui para a sua capacidade de neutralizar os radicais livres, protegendo as células contra danos oxidativos.

E tem mais:

Todavia, estes suplementos para o fígado não resolvem de todo uma questão clínica. Porque o importante é conscientizar-se de que o estresse, intoxicação, inflamação, excesso de aditivos alimentares e metais pesados sobrecarregam o fígado. Então, é preciso mudar o estilo de vida, fazer atividade física, se alimentar de forma natural e saudável, modular o estresse com atividades que geram prazer e entrar com suplementos.

Estes acima citados são algumas opções, porém tem mais que também é preciso avaliar a necessidade, como: vitamina D, complexo de vitamina E, zinco, selênio, magnésio, e bioativos antioxidantes.

Em conclusão, existem diversos suplementos para o fígado disponíveis para promover e manter a saúde do fígado. Mas ao escolher um suplemento, é importante considerar a qualidade, a dosagem adequada e consultar um profissional de saúde qualificado. Lembre-se de que os suplementos não substituem uma alimentação saudável e equilibrada, mas podem ser um complemento valioso para promover a saúde do fígado. É essencial manter um estilo de vida saudável, incluindo uma dieta balanceada, exercícios regulares e evitar o consumo excessivo de álcool e substâncias tóxicas, inclusive manter um peso saudável e evitar a exposição a toxinas ambientais sempre que possível.

Portanto, antes de começar a tomar quaisquer suplementos para o fígado, consulte um profissional de saúde, como um médico ou nutricionista. Pois, esses profissionais podem avaliar suas necessidades individuais e recomendar os suplementos mais adequados para o suporte hepático, levando em consideração seu histórico médico e condições específicas.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.