Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Banalização do termo integral: pão integral é mesmo a melhor opção?

Os alimentos integrais, como farinhas, pães, macarrão e arroz, são considerados opções saudáveis devido à sua alta quantidade de nutrientes e fibras. No entanto, é crucial abordar um aspecto muitas vezes negligenciado: a presença de micotoxinas, fungos e sujidades, principalmente das cascas que são adicionadas a estes alimentos. Principalmente quanto ao pão integral que é muito consumido diariamente.

O verdadeiro significado da palavra integral, é a integralidade do alimento (o alimento inteiro), pois a recomendação do consumo de alimentos integrais vem da recomendação de se alimentar de alimentos in natura, com casca, alimentos da natureza ou minimamente processados (retirados apenas as partes não comestíveis).

Porém, a adição de cascas e grãos integrais nas farinhas, ganhou repercussão por ser alimentos integrais e saudáveis. Mas não é. Não é integral, pois se trata de farinhas adicionadas de cascas que muitas das vezes a indústria faz em grandes manipulações, e estas cascas traz sujidades, e fungos. As micotoxinas e ácaros são predominantes em farináceos em geral.

Malefícios das farinhas

As farinhas em geral, agridem a mucosa intestinal, gera toxicidade metabólica, piora quadros de doenças autoimunes, e provocam quadros de alergias, tudo devido as micotoxinas, e ácaros. Isso por si só restringe o consumo demasiado em muitas das pessoas. Até causa confusão quanto ao glúten, pois as vezes a inflamação não é pelo glúten, e sim pelas micotoxinas.

As fibras são necessárias

A recomendação de fibras, é necessária por diversos fatores, seja para promover saciedade, manutenção do peso corporal, redução do colesterol, saúde intestinal e muitos outros. Porém estas fibras tem que ser dos alimentos in natura. As frutas, verduras e legumes são ricos em fibras naturalmente. Se estes fazer parte de um plano alimentar, não há necessidade de consumir alimentos adicionados de grãos para atingir a quantidade de fibras da alimentação.

Muitos acham que para emagrecer, ou até mesmo para diabetes, é necessário consumir de tudo integral. E na verdade não é preciso. Desde que o hábito alimentar seja natural, saudável e diversificada.

As fibras fazem o retardo da digestão, afim de que o carboidrato não seja absorvido rápido demais, não gere pico de insulina e não dê o efeito rebote (dumping). Mas se for o caso de consumir pão branco, pode-se acrescentar proteínas ou legumes no recheio, que também retardam a digestão.

No caso de um prato de macarrão, se tiver com proteína como no modo a bolonhesa, (e claro com salada e legumes de acompanhamento), também haverá retardo na absorção.

Conclusão

Em suma, cuidado com as farinhas integrais, para não consumir demasiadamente, principalmente o pão integral que geralmente é de hábito diário. Adquira as fibras da sua alimentação através de alimentos in natura. Não se engane na obrigatoriedade dos pães e arroz integral para emagrecimento, ou para ter mais saúde, pois para tal é preciso muito mais do que isso. E se você sofre de doenças respiratórias, alergias alimentares, inflamação intestinal, avalie melhor seu consumo de farináceos, procure um profissional e tenha uma alimentação mais ‘limpa’.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.