Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Envelhecimento facial: previna-se com a alimentação.

O envelhecimento facial está dentro da busca pela longevidade, e esta parece ser eterna né? A humanidade fixa em uma busca contínua por alimentos e suplementos que previnem o envelhecimento precoce, principalmente o que tem ação de dentro para fora. Pois quando você passa um creme antirrugas na pele, ele trata apenas a parte mais externa, mas quando se ingere um alimento ou suplemento, que atua na genética da célula, previne o envelhecimento de dentro para fora.

Já que sabemos que o envelhecimento é inevitável, vamos retardar este processo. Há dois fatores que interferem na aceleração ou na prevenção: fatores internos e os externos. Interno é tudo aquilo que acomete a genética: padrão alimentar, estilo de vida, exercícios, noites de sono, estresse. E o externo é tudo o que agride a pele: fatores ambientais, tabagismo, poluição, e a exposição exagerada ao sol, assim como a falta de protetor solar. Na verdade todos os fatores externos interferem na qualidade de dentro também. A combinação destes diversos fatores influencia diretamente na qualidade do envelhecimento.

Importante ressaltar que o protetor solar é de uso obrigatório. Nenhum alimento substitui tamanha proteção do protetor solar. A pele que é envelhecida pelo sol, tem alterações mais expressivas, como rugas mais profundas, manchas escuras, sulcos, flacidez, e a pele fica mais grossa. Dentre os protetores é sempre bom ficar atento a qualidade. O mais recomendável são os protetores físicos (naturais), diferente daqueles que são ricos em composição química (muitas das vezes até cancerígenas). E lembre-se de repassar várias vezes ao dia, uma camada generosa por cima da pele, afim de prevenir este temido envelhecimento facial.

O poder dos vegetais frescos na prevenção do envelhecimento facial

O padrão alimentar é o mais poderoso dos tratamentos, pois é algo a longo prazo e o que de fato gera resultado no estilo de vida. Os suplementos auxiliam, mas sem o padrão alimentar adequado, não há solução milagrosa.

Portanto, primeiramente tem que ser prioridade a alimentação natural, rica em vegetais frescos, frutas, verduras e legumes, pois estes têm ação como antioxidantes. Inibem os radicais livres (reação do corpo responsável pelo encurtamento de vida das células). Fora isso é preciso evitar os alimentos ultraprocessados e evitar o consumo de açúcar refinado. O açúcar promove a glicação avançada (famosa e temida AGE). Nenhum alimento tem indicação específica para diminuir a formação de AGEs. Mas algumas substâncias mostram mais relação, com propriedades de antiglicação, como extrato de alho, compostos fenólicos, vitamina C, E, e aminoácidos.

Suplemento de nutrientes, quando necessário.

Em conjunto com uma alimentação natural, rica em vegetais frescos e sem açúcares, é possível complementar com os suplementos que fortalece a saúde da pele, e das células. Vitamina D, ômega 3, colágeno, silício, zinco, cobre, manganês, selênio, vitamina C, vitamina E, vitamina A, coenzima Q10, e resveratrol são os de mais eficiência e que em alguns casos, são extremamente necessários.

Ainda temos o extrato de romã, extrato de cassis, e a camélia sinensis (chá verde), também mostram resultados no efeito anti envelhecimento, e clareamento da pele.

Em suma, entenda, que para ter uma pele saudável, sem manchas e sem sinais de envelhecimento facial precoce ou profundo, é preciso cuidar do estilo de vida. Aderir ao hábito de exercitar-se, beber água o suficiente, modular o estresse, fazer uso diário de um bom protetor solar e o mais significativo: cuidar da alimentação. Esta não tem segredo, e não tem alimento milagroso. Os vegetais frescos vão nutrir cada célula, e quando necessário suplementar de vez em quando. Não esqueça que os ultraprocessados e o açúcar são os que aceleram o processo indesejado.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.