Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Eixo intestino-cérebro: a conexão entre suas emoções e o que você come.

desenho de um cérebro com giz.

O Eixo Intestino-Cérebro é uma conexão complexa e fundamental que desempenha um papel significativo na saúde humana. Este eixo refere-se à comunicação bidirecional entre o intestino e o cérebro, através do nervo vago, estabelecendo uma rede intrincada que envolve o sistema nervoso central, o sistema nervoso entérico e o microbioma intestinal. Essa interação tem sido objeto de crescente interesse e pesquisa científica, pois sua compreensão pode levar a avanços revolucionários no tratamento de várias condições de saúde mental e física.

Entenda:

O Eixo Intestino-Cérebro é uma sofisticada rede de comunicação entre o sistema nervoso central, que inclui o cérebro e a medula espinhal, e o sistema nervoso entérico, que consiste em milhões de neurônios no trato gastrointestinal. A conexão física entre esses sistemas é garantida pelo nervo vago, que atua como uma espécie de “estrada neural” entre o cérebro e o intestino. Além disso, a comunicação entre esses dois órgãos vitais é mediada por um complexo conjunto de sinais químicos e mensageiros neuroendócrinos.

O intestino, muitas vezes chamado de “segundo cérebro”, abriga uma comunidade de bilhões de microorganismos conhecidos como microbioma intestinal. Esses microrganismos são essenciais para o equilíbrio do sistema digestivo e também desempenham um papel crucial no desenvolvimento do sistema imunológico. Além disso, estudos recentes têm sugerido que o microbioma intestinal tem uma profunda influência sobre a função cerebral e o comportamento.

A Importância da Comunicação Intestino-Cérebro

A conexão entre o intestino e o cérebro tem demonstrado ser muito mais do que uma mera associação. Pesquisas têm mostrado que o Eixo Intestino-Cérebro está envolvido na regulação do humor, comportamento, resposta ao estresse, apetite, sono e até mesmo em processos cognitivos. Distúrbios em qualquer uma das partes do eixo podem contribuir para o desenvolvimento de condições como ansiedade, depressão, doenças inflamatórias intestinais e até mesmo distúrbios neurodegenerativos.

Por exemplo, emoções como euforia, ansiedade e preocupação levam a sintomas gastrointestinais como azia, cólicas, diarreia ou constipação.

Outro componente importante do Eixo Intestino-Cérebro é a barreira hematoencefálica, uma estrutura que protege o cérebro ao regular a passagem de moléculas e substâncias do sangue para o cérebro. Pesquisas mostram que o estado da microbiota intestinal pode influenciar a integridade dessa barreira, afetando a comunicação intercelular e a inflamação no cérebro. Isso abre caminho para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas para doenças neurológicas e psiquiátricas.

O Efeito da Dieta no Eixo Intestino-Cérebro

A dieta é um fator essencial que afeta a saúde do Eixo Intestino-Cérebro. Alimentos ricos em fibras e probióticos são benéficos para o microbioma intestinal, promovendo um ambiente propício para bactérias benéficas. Por outro lado, uma dieta rica em gorduras saturadas e açúcares tem sido associada a alterações negativas no microbioma, levando a possíveis efeitos negativos no humor e comportamento.

Aditivos alimentares como corantes, conservantes, e adoçantes são extremamente alteradores de microbiota ao ponto de prejudicar a saúde intestinal, a permeabilidade intestinal e consequentemente a saúde cerebral. Estes aditivos associam-se a alterações de comportamentos e de emoções.

Afim de promover uma saúde intestinal que influencie na saúde cerebral, neuronal, comportamental e cognitiva, é preciso aderir a uma alimentação saudável. Alimentação esta com base nos alimentos in natura ou minimamente processados, ricos em nutrientes, polifenois, fibras, vitaminas, e minerais. Alguns suplementos também são importantes, como ômega 3, probióticos em alguns casos, e vitamina D.

Conclusão

Enfim, o Eixo Intestino-Cérebro é uma conexão intrincada e poderosa que desempenha um papel crucial na saúde e bem-estar humanos. Pois, o equilíbrio adequado do microbioma intestinal e sua comunicação harmoniosa com o cérebro são essenciais para uma vida saudável.

Em suma, é crucial promover uma dieta saudável e hábitos de vida adequados para preservar o equilíbrio do Eixo Intestino-Cérebro e, assim, melhorar nossa qualidade de vida geral. Portanto, cuidar do intestino é cuidar do cérebro, e vice-versa, garantindo uma conexão vital para uma vida plena e saudável.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.