Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Leaky Gut: veja se você sofre de vazamento intestinal.

O vazamento intestinal, também conhecido como “leaky gut” em inglês, é um termo utilizado para descrever uma condição em que a barreira intestinal fica comprometida, permitindo a passagem de substâncias indesejadas do intestino para a corrente sanguínea. Essa condição é objeto de estudo e debate na comunidade médica devido às possíveis implicações para a saúde geral.

O que é o vazamento intestinal

O intestino delgado é revestido por uma barreira protetora chamada de junção estreita, que atua como um filtro seletivo, que permite a absorção de nutrientes enquanto impede a passagem de substâncias prejudiciais. No entanto, em certas condições, essa barreira torna-se mais permeável, e permite que toxinas, bactérias, vírus, alérgenos e outras partículas atravessam a parede intestinal e entrem na corrente sanguínea.

Consequências

O vazamento intestinal é associado a várias condições de saúde. Alguns estudos sugerem que o vazamento intestinal pode contribuir para o desenvolvimento de doenças autoimunes, alergias, intolerâncias alimentares, distúrbios digestivos, doenças inflamatórias intestinais e até mesmo distúrbios neurológicos, como a síndrome do intestino irritável e a depressão.

Devido muitas substâncias que são absorvidas indevidamente, passar facilmente para dentro do corpo, gera inflamação e toxicidade crônica. O principal papel do intestino é atuar como barreira, para absorver somente o que ele reconhece que nosso corpo precisa.

Por isso, que muitas doenças começam pelo intestino. A barreira precisa estar íntegra para garantir que nada vai ir além do que pode.

Diagnóstico

O diagnóstico preciso do vazamento intestinal pode ser desafiador, uma vez que não existe um teste único e definitivo para confirmar sua presença. No entanto, existem alguns exames que podem fornecer informações úteis:

  1. Teste de permeabilidade intestinal: Este exame envolve a ingestão de uma solução contendo compostos não absorvíveis, seguida pela coleta de amostras de urina para medir a quantidade desses compostos. Níveis elevados podem indicar uma maior permeabilidade intestinal.
  2. Exames de anticorpos: Alguns testes sanguíneos podem identificar a presença de anticorpos associados ao vazamento intestinal. Por exemplo, anticorpos contra a zonulina, uma proteína envolvida na regulação da permeabilidade intestinal.
  3. Testes de intolerância alimentar: Embora não sejam específicos para o vazamento intestinal, esses exames podem ser úteis para identificar alimentos que podem estar desencadeando uma resposta inflamatória no intestino.
  4. Coprológico funcional: O exame coprológico, também conhecido como análise de fezes, é um exame laboratorial que analisa as características físicas, químicas e microbiológicas das fezes. Médicos pedem esse exame frequentemente para auxiliar no diagnóstico de diversas condições gastrointestinais, como infecções intestinais, parasitoses, disfunções digestivas e distúrbios da absorção de nutrientes. Através da análise microscópica das fezes, é possível identificar a presença de parasitas, como vermes e protozoários, além de avaliar a flora intestinal, a presença de sangue oculto, células inflamatórias e marcadores que podem auxiliar no diagnóstico e no monitoramento de várias condições clínicas intestinais. O exame coprológico é uma ferramenta importante na investigação de problemas intestinais e contribui para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado.

Como resolver

É importante reconhecer a importância de uma barreira intestinal saudável para a saúde geral. Se você suspeitar de vazamento intestinal, busque orientação médica adequada. Embora não exista um exame definitivo para diagnosticar o vazamento intestinal, os testes de permeabilidade intestinal, exames de anticorpos, testes de intolerância alimentar e exames de fezes podem fornecer informações úteis para uma avaliação mais completa.

Mais importante é avaliação de sinais e sintomas clínicos. Porque muitas das vezes, qualquer situação de desordem metabólica, e qualquer sinal de ausência de saúde, seja intestinal ou não, pode ser consequência do leaky gut.

No entanto, é essencial lembrar que o vazamento intestinal não é uma condição isolada e pode estar associado a uma variedade de fatores, como estresse crônico, dieta inadequada, uso excessivo de medicamentos, desequilíbrio da microbiota intestinal e condições médicas subjacentes. Portanto, um plano de tratamento abrangente deve abordar esses aspectos, buscando melhorar a saúde intestinal como um todo.

As estratégias de tratamento geralmente envolvem a adoção de uma dieta equilibrada e saudável, rica em fibras, alimentos integrais, probióticos e ácidos graxos ômega-3. Além disso, reduzir o estresse, controlar doenças subjacentes, como doenças inflamatórias intestinais, e evitar o uso indiscriminado de medicamentos também são importantes.

Em alguns casos, suplementos nutricionais específicos, como L-glutamina, zinco e probióticos, recomenda-se para auxiliar na restauração da saúde intestinal.

Alimentos alergênicos agridem a barreira, tira o fortalecimento das células intestinais e piora todo o quadro clínico intestinal. Excluir os alimentos que causam sensbilidade e alergias durante o tratamento, potencializa a restauração e previne uma piora do quadro.

Conclusão

Em suma, é fundamental consultar um profissional de saúde e ter um diagnóstico adequado e um plano de tratamento personalizado. Através de mudanças na dieta: identificar os alimentos que mais agridem a mucosa, redução do estresse e adoção de hábitos saudáveis, é possível promover a saúde intestinal. E potencialmente mitigar os efeitos negativos do vazamento intestinal na saúde geral.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.