Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Vitamina K: essencial nas doenças ósseas.

A vitamina K é uma vitamina lipossolúvel, ou seja, depende de gorduras para ser absorvida.

A dieta pobre em gorduras boas leva a uma deficiência de vitaminas lipossolúveis: A, D, E e K. Gorduras boas são aquelas de origem vegetal: azeite extravirgem, abacate, sementes, castanhas e óleos vegetais orgânicos.

Nisto também é válido ressaltar que medicamentos que inibem a absorção de gordura, afim de trazer resultados no emagrecimento, também interfere na absorção destas vitaminas.

A vitamina K tem função coagulante e regularização de cálcio. Isso justifica o quanto ela é importante para pessoas que sofrem de problemas cardiovasculares, e pessoas que tem doenças ósseas.

Portanto, se torna nutriente alvo, e isso nada mais é que ter atenção no consumo, e garantir quantidade suficiente para o metabolismo adequado.

As doenças ósseas não abrangem somente osteoporose ou osteopenia, mas menopausa também. Pois durante a menopausa, tende a desenvolver ou agravar mais ainda a osteoporose. Portanto a vitamina K tem que ser analisada de perto, se está sendo consumida e absorvida, afim de prevenir progressão das doenças ósseas.

Como a vitamina K atua no metabolismo do cálcio, vale lembrar que a vitamina D também atua na absorção de cálcio. Isso mostra que a nutrição adequada prevê o consumo suficiente de todas as vitaminas, minerais e micronutrientes. Nosso corpo precisa de nutrientes para que o corpo faça o homeostase (equilíbrio) para promover a vida, e que essa seja saudável.

Nenhum nutriente pode ser subestimado ou esquecido para ter equilíbrio, a diferença é que em estado de doenças, alguns nutrientes se tornam alvos, para serem cuidados de perto. Que é o caso da vitamina K nas doenças ósseas, ou ainda vitamina D nas doenças autoimunes, e vitamina E nas alterações hepáticas.

Alimentos fonte

Os alimentos fonte da vitamina K são: folhas verdes escuras, espinafre, couve, brócolis, gema de ovo, carnes vermelhas, leites e derivados integrais, fígado de frango, e óleos vegetais.

Um ponto de atenção para alterações intestinais, como disbiose ou qualquer alteração da flora intestinal. E principalmente para pessoas que fazem uso demasiado de antibiótico, que alteram significamente a flora intestinal. Pois a vitamina K é sintetizada no intestino, por meio da flora intestinal saudável e equilibrada.

Em suma, é preciso analisar a alimentação para garantir o consumo de nutrientes de forma suficiente. Ter uma alimentação natural diversificada, garantindo a diversidade de vegetais frescos, frutas, verduras e legumes é uma forma de minimizar qualquer deficiência nutricional, e assim prevenir doenças e alterações metabólicas.

Leia mais obre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.