Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

O que é disbiose?

Disbiose é uma condição de desequilíbrio do microbioma intestinal. Pode ser por um super crescimento bacteriano, ou por um desequilíbrio da qualidade: mais de um tipo de bactéria e falta de outrem; ou pobreza na diversidade das bactérias, como quando o intestino tem uma predominância de um tipo de bactéria.

O intestino sem disbiose, é aquele que contém uma diversidade de bactérias, com balanceamento entre boas e ruins; com diversidade na composição do microbioma e em quantidade suficiente, sem ser em demasia.

Portanto, para prevenir essa situação clínica, é necessário ter uma alimentação saudável, longe dos industrializados: pois estes destroem as bactérias. Dentro da alimentação saudável, é preciso ter uma diversidade alimentar, variar os legumes, frutas e verduras, variar as fontes de proteínas: ora carne vermelha, ora peixe, ora ovos, ou carnes brancas. Pois a diversidade que promove a diversidade da microbiota. Quanto mais monotonia alimentar, menor a qualidade do perfil microbiano.

É importante prevenir a disbiose, pois ela é a porta de entrada para muitas doenças, e acomete diretamente a integridade intestinal. Muitas das vezes não se sabe o que vem primeiro. No caso de inflamação: ela gera disbiose, mas a disbiose também gera inflamação, e uma vai piorando a outra.

Quando previne a disbiose, previne como consequência outras doenças. Assim como prevenir doenças, também previne disbiose. Em qualquer situação de doença, tem que ser investigado a situação do intestino e da qualidade da microbiota.

Microbioma = assinatura

Não é fácil dizer como de fato intervir ou corrigir um perfil microbiano, porque diverge totalmente entre os seres humanos. A microbiota sofre influência do ambiente externo onde se vive: se há poluição, metais pesados e fatores estressantes; influência da genética; estilo de vida; prática de exercícios físicos; noites de sono bem dormidas; descanso; modulação de estresse; e padrão alimentar. A recorrência de uso de medicamentos também é algo de extrema importância quando falamos sobre microbiota, pois os medicamentos começam as ações metabólicas no intestino.

Mesmo que duas pessoas tenha o mesmo estilo de vida, ainda assim não terá o mesmo perfil microbiano e muito menos o mesmo resultado dentro de uma intervenção.

O microbioma humano é uma assinatura. Cada um tem o seu. Por isso a destreza de cuidar e zelar para que seja sempre o mediador de saúde.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.