Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

O exame Coprologico Funcional e a saúde digestiva.

O exame coprologico funcional é uma ferramenta valiosa para diagnosticar e avaliar a saúde do sistema digestivo. Também conhecido como exame de fezes funcional, ele fornece informações importantes sobre o funcionamento intestinal, presença de parasitas, inflamação, má absorção e outros distúrbios gastrointestinais.

Mas também pode revelar evidências de má absorção de nutrientes, como gorduras, carboidratos e proteínas, sugerindo problemas digestivos ou condições como a síndrome do intestino irritável. Adicionalmente, pode fornecer informações sobre a presença de sangue oculto nas fezes, o que pode indicar doenças como úlceras gástricas, tumores intestinais ou hemorroidas.

A coleta da amostra para o exame coprológico funcional é simples e não invasiva. O paciente recebe um recipiente estéril para coletar uma defecação completa. É preciso ser as fezes inteira e completa, pois a análise é feita tanto macro (cor, textura, formato), quanto microbiologicamente.

Após a coleta, a amostra é encaminhada ao laboratório para análise. É crucial que a amostra chegue ao laboratório o mais rápido possível para evitar alterações nos resultados.

Análises no resultado

O exame coprologico funcional envolve várias análises específicas para identificar uma ampla gama de condições relacionadas à saúde digestiva:

  • Pesquisa de parasitas: O exame permite a identificação de ovos, cistos ou larvas de parasitas intestinais, tais como vermes (helmintos) e protozoários. A presença de parasitas pode indicar infecções parasitárias, como giardíase, amebíase ou infecção por vermes intestinais.
  • Avaliação da flora intestinal: abrange as bactérias benéficas que habitam o trato digestivo. Desequilíbrios na flora intestinal podem ser indicativos de disbiose, uma condição em que há um desequilíbrio entre as bactérias benéficas e as prejudiciais, o que pode levar a problemas digestivos e inflamação.
O mais importante é a avaliação da capacidade de digerir os alimentos
  • Avaliação da digestão e absorção de nutrientes: O exame pode verificar a presença de substâncias como gorduras, carboidratos não digeridos e fibras alimentares nas fezes. Esses resultados podem fornecer informações sobre a capacidade do organismo em digerir e absorver nutrientes. Uma má digestão e absorção podem indicar problemas como insuficiência pancreática, intolerâncias alimentares ou síndrome do intestino irritável.
  • Detecção de sangue oculto: Isso pode indicar condições como úlceras gastrointestinais, doenças inflamatórias intestinais, tumores no trato digestivo ou hemorroidas.
  • Avaliação da consistência das fezes: A análise da consistência das fezes é essencial para identificar a presença de diarreia, constipação ou outras alterações no trânsito intestinal. Essas alterações podem ser indicativas de distúrbios funcionais do intestino, como a síndrome do intestino irritável.

Além disso, o exame ainda mostra marcadores como zonulina, ácidos orgânicos e inorgânicos, porcentagem de gordura e outros mais específicos, que cada um traz um parecer quanto a integridade intestinal, qualidade da flora, e a capacidade do corpo de produzir e utilizar as enzimas digestivas.

Mas é importante ressaltar que um profissional da saúde capacitado interprete o exame coprologico funcional, como um médico gastroenterologista e nutricionista. Leva-se em consideração o conjunto com o histórico clínico do paciente, sintomas apresentados e outros exames complementares, quando necessário, para melhor análise do resultado.

O coprologico funcional não é exame de fezes tradicional

O exame de fezes tradicional e o exame coprológico funcional são dois procedimentos distintos, embora ambos estejam relacionados à análise das fezes para avaliação da saúde digestiva. O exame de fezes tradicional geralmente se concentra na identificação de parasitas intestinais e na presença de sangue visível nas fezes. Por outro lado, o exame coprológico funcional vai além, permitindo uma avaliação mais abrangente da saúde gastrointestinal. Ele inclui análises detalhadas da composição das fezes, presença de parasitas, inflamação, má absorção de nutrientes, flora intestinal e outros marcadores relevantes.

Conclusão

Em suma, o exame coprológico funcional desempenha um papel crucial na avaliação da saúde digestiva, fornecendo informações valiosas sobre a presença de parasitas, inflamação, má absorção de nutrientes e outras condições gastrointestinais. Por meio dessa análise das fezes, é possível obter diagnósticos precisos e direcionar o tratamento adequado para cada paciente. No entanto, é fundamental que os profissionais de saúde especializados interpretem, garantindo uma abordagem integrada e individualizada para cada caso.

Além disso, o exame coprológico funcional é uma ferramenta de acompanhamento durante o tratamento de certas condições gastrointestinais. Ele permite que os profissionais de saúde monitorem a eficácia das intervenções terapêuticas, ajustem os planos de tratamento conforme necessário e avaliem a progressão da doença ao longo do tempo. Converse com o seu profissional da saúde e peça para fazer este exame, que também é feito pelo Sus.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.