Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Benefícios do whey protein: aprenda a comprar o melhor.

Os benefícios do whey protein são diversos, sua aplicabilidade vai além do uso para ganho de massa muscular. Primeiramente vamos entender que ele é um suplemento alimentar proteico a base do soro do leite. Ele é um suplemento proteico de alto valor biológico, isso significa que ele tem todos os aminoácidos essenciais que nosso corpo precisa.

Aminoácido é a menor parte de uma proteína, então vários aminoácidos ligados formam uma proteína. Temos os aminoácidos essenciais e os não essenciais, e eles recebem este nome de ‘essenciais’ pelo fato do nosso corpo não produzir, isso torna o consumo obrigatório. Diferente do BCAA, que é um suplemento composto por apenas 4 aminoácidos, que por isso não tem significado seu uso de forma exacerbada e generalizada. O whey protein tem todos os aminoácidos essenciais na composição.

O primeiro benefício dentre os benefícios do whey protein é justamente esse alto valor proteico. E isto gera outros benefícios. Vejamos: para quem almeja ganhar massa muscular e fazer a famosa hipertrofia. Para quem tem problemas mastigatórios, como falta de dentição, idosos acamados, e processos cirúrgicos da face. Para quem não consegue atingir o aporte proteico ao longo do dia, desde a falta de apetite até a falta de tempo. Podemos ir além nas indicações de uso, como pessoas acidentadas, acamadas e pós cirúrgico que precisam ter um padrão alimentar hiperproteico (mais proteína do que o comum).

Dentro da questão do ganho de massa muscular, ou até mesmo, para manutenção dos músculos, é importante ter um fracionamento da proteína ao longo do dia. Não adianta comer tudo de uma vez, pois nosso corpo tem um limite de absorção. O whey protein permite esse fracionamento, pois é prático e versátil, pode carregar na mochila e basta misturar com água e tomar em qualquer lugar.

Prepare como preferir

Sua forma de preparo pode ser de diversas formas, pode ser com água ou leite, batido com frutas ou puro mesmo. No mercado já existem sabores para todo o gosto, porém o sabor neutro não é enjoativo e pode ser combinado com qualquer fruta ou cacau puro. Geralmente a quantidade indicada é de 1 scoob, mas isso depende do peso da pessoa, da estratégia nutricional e da indicação de uso.

O que saber na hora da compra

Na hora da compra, é preciso ter certo cuidado. O primeiro quesito a se atentar é calcular a quantidade de proteína por porção, tem que ser acima de 80%, basta olhar na tabela nutricional do rótulo e ver quantas gramas de proteína tem na porção e calcular. Faça isso e terá uma surpresa, pois a maioria não atinge essa média, alguns não chegam a ter nem 60%. O segundo quesito é analisar a composição, pois muitos têm adoçantes artificiais, e estes adoçantes interferem na saúde intestinal, podem ser cancerígenos e trazer outros malefícios. Procure pelo whey que tem adoçantes naturais como stévia e taumatina.

O whey pode ser concentrado, isolado ou hidrolisado. O isolado tem menos lactose, é indicado para pessoas que tem intolerância à lactose, porém aos muitos sensíveis até o isolado pode dar reação. O hidrolisado é o que tem o processo de digestão feito de forma parcial (quebra da proteína em pedaços menores para facilitar a digestão), indicado para pessoas que sentem desconforto intestinal quando ingerem o whey, ou para pessoas que tem um processo digestivo comprometido, ou lento. O concentrado é o mais utilizado, o próprio nome já diz, ele é mais concentrado.

Peri workout

O melhor momento para tomar seu shake de whey protein, é de acordo com a sua rotina. Não funciona como pré treino e muito menos como pós treino. Não existe a necessidade de ingerir imediatamente após o treino. O importante é ter o fracionamento da proteína ao longo do dia, não ficar mais de 5h seguidas sem se alimentar, principalmente de proteína.

Dito isso, o essencial é cuidar do peri workout, isto é, cuidar da janela de tempo entre pré e pós treino. A janela de tempo entre as refeições e o treino não pode passar de 5h, ou seja, dentro de 5h você tem que fazer duas refeições proteicas e o treino, exemplo: almoço as 12h, treino as 15h, obrigatoriamente a próxima refeição tem que ser as 17h. Parece difícil, mas não é. O segredo é fracionar e não fazer jejum, mantendo essas 5h em torno do treino (contando antes e depois), com refeições proteicas.

A quantidade de proteína a cada refeição é de acordo com o peso da pessoa, e dentro de um limite, por isso tem que ser individualizado.

Em suma, é preciso ter cuidado na hora de comprar, fazer um bom uso dentro de uma janela de tempo adequada, e sempre escolher os mais naturais possíveis, para então aproveitar os benefícios do whey protein.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.