Nutrição Integrativa

com Taisi Duarte

Variabilidade Cardíaca: quanto mais, melhor.

Variabilidade cardíaca pode parecer um termo de difícil compreensão, mas é simples de entender. Se trata da capacidade do coração de se adaptar a diferentes condições de estresse, seja metabólico por motivos de doenças, ou estresse ambiental.

Diferente da variação cardíaca, como taquicardia, que faz o coração bater em ritmo desacelerado ou acelerado, a variabilidade cardíaca é o tempo que o coração leva entre as batidas. Entre uma batida e outra. Mesmo que você meça quantos batimentos seu coração faz por minuto, não mostra o quão está variável o tempo de milisegundos entre as batidas.

Tal assunto é tão importante para mostrar saúde, que hoje já existe relógios inteligentes para medir a variabilidade cardíaca enquanto dorme e faz as atividades diárias. O nome mais científico é o intervalo R-R: pode ser encontrado em sistemas que geram esses dados.

Quanto maior, melhor

Quanto maior a variabilidade, mais sinal de saúde e bem estar, como foi dito, isso mostra a capacidade de o coração se adaptar ao estresse. E quanto menor, menos são as condições de adaptação e menos saúde.

Isso porque nosso coração recebe comando do sistema nervoso para relaxar ou para contrair cada vez mais. Tenho certeza que você já ouviu falar do sistema nervoso simpático e parassimpático, pois então, eles que dão o comando. Qualquer coisa que se torna contraída ou rígida, perde sua elasticidade ou capacidade de movimento, e não é diferente com o coração. Até mesmo por isso, que o estresse faz aumentar a pressão arterial.

Sendo assim, para melhorar sua variabilidade cardíaca e dar condições de seu coração conseguir se adaptar, é preciso promover mais ações do sistema parassimpático. Mais tranquilidade e menos estresse.

Não precisa viver numa redoma e fugir do estresse, mas fazer atitudes que driblam e o diminuam. As principais atitudes que seu coração vai agradecer são: atividade física recorrente, boas noites de sono, exercícios de respiração, boa alimentação, dieta de padrão anti-inflamatório, meditação, apego espiritual, hobbie e pensamentos positivos.

Procure viver de forma mais plena, com amigos e fazendo o que gosta. Mas atividade física, sono e alimentação são obrigatórios para garantir saúde geral e saúde cardíaca.

Leia mais sobre:



Este conteúdo foi útil? Então compartilhe.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.